Carta do Superior Geral

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Olá Apreciado irmão Espiritano,

Querida leiga, estimado leigo,

“Vejam, vou fazer algo de novo!” (Is 43, 19).

Em tempos de Espera, de Advento, de Dor, de Tormenta, de Profecia, de Discernimento/Reflexão/Oração/Organização/Planejamento, de Parto, de Alegria, de Nascimento, de Esperança e de Ressignificação,

Para onde o Espírito Santo nos chama?

É possível iniciar uma nova fase missionária entre nós?

O que fortalecer?

O que é preciso ter coragem de deixar?

A que estamos apegados?

O que é essencial e o que é secundário?

Como vai nosso Modus Operandi?

Nos permitimos parar, escutar e reavaliar?

O que aprendemos com a vida, com as práticas e com os acontecimentos?

Qual poderia ser o outro caminho possível?

Que escolhas e mudanças serão priorizadas?

O que ainda está em linha com o nosso carisma e onde estamos adiando, engessando e apagando o Espírito por falta de coragem para discernir e decidir mudar?

Em que e onde falta coragem profética para abandonar/deixar e mover-se
– conforme os sussurros e segundo a criatividade do Espírito Santo –
em vista das necessidades dos novos aerópagos de missão nos tempos atuais?

Como Espiritanos:

Onde estamos?
Onde não estamos?

Aonde poderíamos ir?

Onde a Vida clama?

Como, nos tempos atuais, escutamos e nos deixamos guiar pela inspiração dos nossos Fundadores?

E, neste III Ano Vocacional Nacional do Brasil🇧🇷, parafraseando Pe. Libermann,
como, específicamente, se traduzirá a coragem e a ousadia Espiritana de sermos mais brasileiros com os brasileiros e nativos com os nativos?

Que já fazemos e o que mais faremos pelas Vocações Espiritanas aqui neste país?

De que século é a nossa visão missionária?

Estamos usando ferramentas propositivas e métodos que transformam ou estamos numa passiva pastoral de manutenção?

Há expressão coesa, concreta de unidade?

Existe projeto de apostolado pessoal que não seja de fato um projeto circunscricional e que enfraquece a energia do coletivo?

Neste chão, na missão espiritana, quais fortalezas, luzes, sombras, ameaças, oportunidades e esperanças identificamos?
Como trabalhar com este diagnóstico identificado?

Optamos, preferencialmente, pela consolidação de uma Igreja sul-americana missionária, também com maior presença espiritana nativa?

Qual é a perspectiva missionária espiritana neste país?

Quando se vivenciará, mais plausivelmente, uma Sinodalidade espiritana neste chão latino-americano?
Qual seria o passo seguinte?

Como faremos uma mudança de abordagem e de estilo de missão espiritana por aqui?

Qual é o nosso diferencial?
Qual é a nossa contribuição concreta pelo fortalecimento da missão espiritana – também com rosto local?

Que tal oportunizar mais espaço para ouvir, orar, refletir, discernir, repensar a missão, reavaliar, reorganizar – em vistas de uma melhor eficácia missionária?

A Carta de Natal 2022, escrita por nosso Superior Geral, Pe. Alain Mayama, CSSp, intitulada “UMA NOVA ERA MISSIONÁRIA”, convoca [email protected] a esta travessia.

Por favor, utilize-a não só como tradição natalina, mas como ferramenta que ilumina o caminho.

Também vos exorto a reler, a ler de novo e de novo, durante todo o octênio, o Documento Bagamoyo II, do XXI Capítulo Geral (2021).

Há muita esperança neste horizonte, assim como há muito por fazer e a responsabilidade é de todos nós.

Leve esta Carta de Natal e o Doc. Bagamoyo II aos Conselhos, Grupos, Equipes, Assembleias e Capítulos. Use no debate, na reflexão pessoal e Comunitária.
Se em algo ajudar, utilize também as perguntas que lancei acima.

Esta Carta do Superior Geral e este Documento provocam, despertam, sacodem, geram esperança, comprometem, ajudam também a ressignificar o projeto de Vida e o plano estratégico circunscricional.

Compartilhe, socialize e abra as portas à novidade criativa do Espírito Santo!

A Carta e o Documento reenvío abaixo.

Fecunda leitura rumo ao Natal e ao esperançoso Novo Ano!

 

Leia a Carta acessando o link abaixo.

Carta de Natal 2022

Caminhando Juntos,
Pe. Leonardo da Silva Costa, C.S.Sp.
Superior Provincial/Brasil🇧🇷
Coordenador da U.C.A.L.
(União de Circunscrições Espiritanas da América Latina)

PROAME
Quem ajuda na evangelização tem
méritos de evangelizador.
colabore

Posts recentes