Notícias Provincial

Coordenador da UCAL se reune com espiritanos na Bolívia

Canpanha Missionária 2015
Canpanha Missionária 2015

Pe. José Altevir, CSSp, atual coordenador da União das Circunscrições da América Latina – UCAL, reuniu-se durante esta semana, de 5 a 8 de abril de 2016, em Santa Cruz – Bolívia, com as comunidades espiritanas que assumem a missão da Congregação do Espírito Santo em terras bolivianas desde de 2003.

Neste período de treze anos a missão espiritana em Bolívia contou com mais ou menos 14 missionários (as), sendo 12 sacerdotes e duas Leigas. Além de estagiários da Congregação do Espírito Santo e voluntários que foram acolhidos pela comunidade espiritana. Atualmente a missão conta com a presença de cinco missionários religiosos, uma missionária Leiga, um estagiário do México e o primeiro formando, oriundo de Santa Cruz, paróquia espiritana. Este se encontra na primeira etapa de formação, o Aspirantado.

No primeiro dia da reunião houve a participação dos oito membros que compõe as duas comunidades, incluindo estagiário e formando. Pe. Altevir convidou a todos para refletir a partir do tema: “Desafios da Missão hoje e fidelidade ao Mestre nos caminhos da missão”.

Um dos pontos principais abordados foi o convite a refletir sobre a construção da consciência missionária levando em conta o individuo hodierno, com um olhar antropológico, a partir da época em que vivemos marcada por intensas, velozes e profundas mudanças. As relações, os hábitos, as formas de proceder, mudam em um tempo muito rápido. Os conflitos contemporâneos também penetram a vida missionária autêntica, no entanto, isto não pode ser motivo para desanimar, mas, transformar em ocasião favorável para o crescimento e a expectativa de um novo tempo de esperança na dimensão profética missionária.

Ao se referir aos desafios da missão no mundo de hoje, Pe. Altevir recorreu ao Sygmunt Bauman, que diz que vivemos na sociedade líquida, onde as relações, os hábitos, as formas de proceder, mudam em um tempo muito rápido. A vida é resumida na valorização das coisas supérfluas, isto é, a vida sempre se reinicia. O provisório, o descartado estão em evidência. O mundo fluido ou líquido penetra as rachaduras por onde passa. A sociedade sólida está impregnada de disciplina, certezas e rigidez. Muitos na vivência da missão ainda pensam assim, por isso pouco se encaixam nas novas formas. As certezas da modernidade sólida, se foram, inclusive parece que até muitas utopias desmoronaram. Por isso ao pensar os desafios da missão hoje, não podemos ficar alheios ou ignorar as marcas do mundo de hoje. Viver a Missão de Deus exige maturidade, capacidade de entrega, trazendo ganhos e perdas, simplicidade nas relações, respeito ao diferente, fidelidade ao Mestre. Assim movidos pelo amor misericordioso do Pai, somos chamados a ser hoje missionários (as) da esperança, missionários (as) da misericórdia.

A reflexão inicial serviu como texto iluminador para trabalharmos nos outros dias, assuntos práticos dos espiritanos, na busca comprometida com a missão junto ao povo de Deus em terras bolivianas.

Por: Pe. Altevir

 

Haroldo Evaristo Alves da Silva CSSp

Natural de Brasília/DF, consagrado Espiritano em 16/12/1990, ordenado padre em 02/02/1997. A primeira missão como religioso sacerdote foi nas Filipinas, onde ficou por 4 anos, depois trabalhou em Ceilândia/DF; Governador Valadares/MG; Roma (Casa Geral, onde ficou de 2006 a 2013); São Paulo (Casa Provincial); Salete/SC; Belo Horizonte/MG; foi diretor da casa de filosofia (1º Ciclo) em São Paulo/SP; retornou como Vigário Paroquial em Ceilândia/DF por 2 anos e agora volta a São Paulo para assumir uma nova missão, a Quase-Paróquia São João Paulo II, na Região Belém.

2 Comentários

Clique para comentar

  • Ótima reflexão. Realmente estamos vivenciando um momento de mudanças rápidas que requer dos missionários(as) atitudes sempre renovadas a exemplo do Evangelho. Façamos tudo para sermos sempre a boa nova nestes tempos de liquidez de ações e projetos. Que o Espírito Santo nos oriente.

  • Passei o mês de julho de 2004 aí, foi uma excelente experiência con los hermanos espiritanos y el pueblo de la parroquia. Mis saludos a todos….