Educação e Juventude

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Educação e Juventude (sétimo dia)

Leitura Bíblica: Mt 25:14-30

Regra de Vida Espiritana

  1. Nas Igrejas locais, (…) o despertar do sentido da missão universal, da justiça e da fraternidade entre os povos são (parte das) nossas atividades principais.

Decisões do Capítulo Geral de Bagamoyo 2012, n. 1.32:

* Transmitiremos, pelo exemplo e através de formação apropriada, a visão e o ethos espiritanos a toda a comunidade educacional (gestores, pessoal, professores, pais, alunos e estudantes)

Decisões do Capítulo Geral de Bagamoyo 2021:

* As Prioridades da Missão devem estar de acordo com uma leitura criativa dos sinais dos tempos à luz do nosso Carisma, e uma abordagem sinodal/cooperativa. Devem incluir a sensibilização dos jovens (tendo em conta o mundo digital emergente). (…)

Papa Francisco, Discurso do Papa Francisco no  Founder’s Memorial (Abou Dabi)

 

A própria educação tem lugar na relação, na reciprocidade. À famosa máxima antiga «conhece- te a ti mesmo», devemos juntar «conhece o irmão»: a sua história, a sua cultura e a sua fé, porque, sem o outro, não há verdadeiro conhecimento de si mesmo. Como homens e mais ainda como irmãos, lembremos uns aos outros que nada do que é humano nos pode ficar alheio. Em ordem ao futuro, é importante formar identidades abertas,

capazes de vencer a tentação de se fechar em si  mesmas e empedernir-se.

Investir na cultura favorece a diminuição do ódio e o aumento da civilidade e prosperidade. Educação e violência são inversamente  proporcionais.

Cercados frequentemente por mensagens negativas e notícias falsas, os jovens precisam de aprender a não ceder às seduções do materialismo, do ódio e dos preconceitos, a reagir à injustiça e também às experiências dolorosas do passado e a defender os direitos dos outros com o mesmo vigor com que defendem os próprios. Um dia, serão eles a julgar-nos: bem, se lhes tivermos dado bases sólidas para criar novos encontros de civilidade; mal, se lhes tivermos deixado apenas miragens e a desoladora perspectiva de nefastos  conflitos de incivilidade

.

Questões: Que diálogo temos com as gerações mais jovens (confrades, jovens adultos, adolescentes, crianças)? Como é que levamos em conta as suas aspirações? O que é que lhes queremos transmitir?

Oração: Pai nosso

Oração Final: (rezada por todos)

Deus nosso Pai,  Tu acompanhas a humanidade através das gerações, através de um longo trabalho de diálogo, empoderamento e crescimento.

Ensina-nos a descobrir os diferentes dons que depositas como sementes em cada um dos seus filhos e filhas.

Ensina-nos como fazer crescer crianças e jovens com amor e firmeza, com inteligência e tacto. Ajuda-nos a nos regozijarmos com eles nas suas descobertas e sucessos; ensina-nos calma e paciência face às suas fraquezas.

Dá-nos o teu Espírito de amor, perspicácia e sabedoria para que juntos possamos percorrer o teu caminho e servir o teu propósito de fé, paz e felicidade.

Por Jesus Cristo, teu Filho, nosso guia e nossa luz no caminho, que soube levantar os quebrantados e fazer com que os abandonados tivessem o teu amor, Ele vive e reina contigo e com o Espírito Santo para todo o sempre!

 

PROAME
Quem ajuda na evangelização tem
méritos de evangelizador.
colabore

Posts recentes

Live Vocacional 2022

“Cristo Vive!  E somos  todos suas testemunhas”  Na Igreja o mês de agosto é dedicado