Notícias

Memória do Pe. Francisco Libermann CSSp

Estimado Confrade Espiritano,

Era 02.02.1852 – há exatamente 169 anos, pelas 15:45 horas, enquanto a Comunidade cantava o Magnificat das Vésperas da Festa da Purificação/Apresentação do Senhor partiu à Vida Eterna nosso 11° Superior Geral, Pe. FRANÇOIS LIBERMANN, C.S.Sp., aos 49 anos de idade.
* 12.04.1802
† 02.02.1852

Governou 4 anos, de 1848-1852.

A partir da supressão do seu Instituto e com a entrada de seus membros na Congregação do Espírito Santo – CSSp – quando ele passa a ser o 11° Superior Geral, Pe. Francisco Libermann, foi de fato um âncora no fortalecimento, na expansão, visão estratégica e hodierna de Missão, sendo um tempo fecundo para a Congregação do Espírito Santo que chega aos seus 318 anos de existência.
Assim chegamos nós celebrar hoje o 25° Dia Mundial da Vida Consagrada.

Celebramos este Dia com toda a Igreja e, vários espiritanos nesta data, fizeram publicamente seu compromisso.

Agradecemos, nos alegramos e rezamos por cada um.

Em meio a uma Pandemia com um vírus😷 que nos ameaça, fragiliza psíquica e fisicamente e nos põe cara a cara com a morte; um vírus que revela todos os déficits governamentais, sociais, eclesiais, religiosos e pessoais…

Que este Dia seja um Dispositivo ético detonante de esperança profética e renovação do oxigênio – ora – há por perto alguém que não está podendo respirar … asfixiado em todas as suas necessidades…

Que este Dia de hoje sirva para ajudar-nos a agarrar as questões de fundo e essenciais – sem perder-nos no supérfluo e efêmero.

Seja tempo para testemunhar a boa Governança, a superação dos interesses egocêntricos, o protagonismo pessoal, as divisões, as concepções sem visão de unidade e um bem comum/coletivo.

É tempo de perdão, de Reconciliação e conciliação, de fraternidade e solidariedade, de ação e Palavra Samaritana, de acolhida aos pobres e marginalizados – que agora se mostram em milhões de rostos concretos de desempregados, sem-residência fixa, ‘sem-sem’…

Um religioso precisa indignar-se e não dormir tranquilamente nem acomodar-se com a proteção institucional que mantém muitos em casa segura com muros altos, o transporte privado garantido, a luz, a água, o telefone, a Internet, a alimentação, o plano de saúde, os estudos bem pagos, as côngruas ou salários garantidos…etc…

Há tanto dom, tanta alegria e tanta vida onde chega e há religiosos, como leve pena, simples, orantes, decididos, à disposição, integrados e movidos pelo Espírito Santo e contemplativos na ação!

Ora, certos de que o Senhor vai fazer coisas novas e, de que, mesmo na terra seca Ele pode abrir rios e caminhos (Is 43,19), lembremos dos nossos sonhos, da Carta inicial escrita pedindo para professar e/ou ser ordenado…

é preciso manter este fogo espiritual vivo…
Não apague o Espírito…e guarde só o que for bom (1Ts 5,19-20).

O segredo e chave também passam pela conversão, pela urgência da Mudança de Atitude, da tentativa de nos tornarmos e sairmos melhores e polidos desta pandemia, marcados para retomar as origens, a nossa vocação primeira, mais humanos, abertos a aprender e unidos contra a fome, a injustiça, a pobreza, o empobrecimento, a indiferença, o relativismo…

na certeza de que todos somos responsáveis por todos, Fratelli Tutti!

Continua fazendo aí o bem e, o Senhor complete em ti e a partir de ti a obra que Ele próprio começou.

Parabéns❗ Coragem❗ Avante❗
Caminhando Juntos,
Pe. Leonardo da Silva Costa, C.S.Sp.✍🏻
Provincial no Brasil 🇧🇷
Coordenador da U.C.A.L. União de Circunscrições espiritanas da América Latina. 🤝🏻

Haroldo Evaristo Alves da Silva CSSp

Natural de Brasília/DF, consagrado Espiritano em 16/12/1990, ordenado padre em 02/02/1997. A primeira missão como religioso sacerdote foi nas Filipinas, onde ficou por 4 anos, depois trabalhou em Ceilândia/DF; Governador Valadares/MG; Roma (Casa Geral, onde ficou de 2006 a 2013); São Paulo (Casa Provincial); Salete/SC; Belo Horizonte/MG; foi diretor da casa de filosofia (1º Ciclo) em São Paulo/SP e agora é Vigário Paroquial em Ceilândia/DF (retornando depois de 13 anos fora).

Comentar

Clique para comentar