Família Espiritana Paroquias

Pentecostes: festa da Igreja, festa espiritana

Festa do Divino Espírito Santo, em Contagem-MG.

No domingo, 04 de julho, a Igreja espalhada pelo mundo encerra o tempo litúrgico pascal com a celebração da Solenidade de Pentecostes. A festa é de origem judaica. Os judeus celebram a festa da colheita, 50 dias depois do êxodo, quando Moisés recebeu a Lei no Monte Sinai. Já, nós, cristãos, festejamos a manifestação do Espírito Santo na comunidade dos apóstolos, 50 dias depois da ressurreição de Jesus Cristo, como narra Atos dos Apóstolos: “Quando chegou o dia de Pentecostes, os discípulos estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um barulho como se fosse uma forte ventania, que encheu a casa onde eles se encontravam. Então apareceram línguas como de fogo que se repartiram e pousaram sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito os inspirava.” (At 1,1-4)

Família espiritana na Comunidade Laval, em São Paulo-SP.

A Festa de Pentecostes é considerada o nascimento da Igreja, pois desde então, os apóstolos e discípulos se encheram de coragem e começaram a falar – em diversas línguas – sobre Jesus e o Reino de Deus. Em outras palavras, eles começaram a evangelizar: “Ide pelo mundo…” (Mt 16,15).

Ao longo da história da Igreja foi o Espírito Santo que animou e fortaleceu os discípulos e discípulas nessa difícil missão. Desde os primeiros cristãos que pagaram com a vida, passando por mulheres e homens que viveram a fé como compromisso de transformação do Mundo, chegando até os nossos dias não cessam os testemunhos de que o Espírito age na história, no mundo, na Igreja e em nós, suscitando novidades aqui e acolá, em favor do Reino, para que todos os povos tenham vida em abundância (cf. Jo 10,10).

Dom Onécimo Alberton, Diocese de Rio do Sul dá posse ao pe. Adalberto Erwinski CSSp.

Em 1703, um rico jovem francês estudante para o sacerdócio decidiu partilhar seus bens com outros jovens com o mesmo sonho de ser padre. Era também Pentecostes, quando Cláudio Poullart des Places se reuniu com mais doze amigos, e juntos se consagraram ao Espírito Santo. Nascia assim a Comunidade do Espírito Santo, que seria a semente da nossa Congregação do Espírito Santo sob a proteção do Imaculado Coração de Maria. Desde então, os missionários espiritanos tomaram como festa principal a Solenidade de Pentecostes, já que o Espírito Santo é o animador e protagonista da Missão.

Espiritanos celebram Pentecostes na Paróquia São João Batista, na Vila Mangalot.

Neste ano de 2017, a congregação completa 314 anos de serviço missionário. Presente no Brasil desde 1885, os missionários espiritanos renovaram o ser compromisso de servir a Igreja onde ela tem mais dificuldade de encontrar pessoas disponíveis neste domingo.

Na cidade de Salete-SC, a comunidade local celebrou a posse do novo pároco. O bispo diocesano, Dom Onécimo Alberton deu a posse ao padre Adalberto Erwinski CSSp como pároco da Paróquia Imaculada Conceição e Sebastião Bonjour CSSp como reitor de Santuário de Nossa Senhora da Salete, no Morro. Em Contagem-MG, a tradicional festa paroquial do Divino chegou a sua 29ª edição e centenas de pessoas celebraram o padroeiro. Em São Paulo, a Família Espiritana – religiosos, vocacionados, JEM, Leigos e Expiritanos – se reuniu na Comunidade Padre Laval, no sábado, para a vígila; e domingo a Paróquia São João Batista contou com a presença de vocacionados e padres espiritanos. Em Gov. Valadares-MG, as comunidades da paróquia de Lourdes fizeram uma linda celebração. No país vizinho, na Bolívia a jovem comunidade espiritana também celebrou os 314 anos de missão.

Padre Leonardo Costa e Maria de Jesus, da Comunidade espiritana de Santa Cruz de la Sierra, Bolívia, celebram 314 anos da congregação.

Oscarlos Teixeira

Governador Valadares - MG, Paróquia Nossa Senhora de Lourdes.

Comentar

Clique para comentar